30 Jun 2017, 10h10

Construções verdes usam tecnologia para minimizar impacto ambiental e garantir eficiência e ganhos econômicos.

Fonte Estadão.com

A construção de edifícios sustentáveis é uma tendência que tem crescido muito nos últimos anos. Ela alia tecnologia e eficiência para garantir ganhos econômicos e ao mesmo tempo minimizar impactos ambientais.

Atualmente, o Brasil é o quarto país no ranking das nações que mais constrói edifícios de acordo com padrões ambientais.

A informação é da Green Building Council Brasil (GBC), uma das entidades que certificam a sustentabilidade desses empreendimento com o selo LEED.

Para obter a certificação, o edifício é analisado a partir de oito quesitos: localização e transporte, espaço sustentável, eficiência no uso de água, energia e atmosfera, materiais e recursos, qualidade ambiental interna, inovação e processos e créditos de prioridade regional.

Entre algumas das características comuns a esse tipo de construção está a redução de desperdício de água, a maior eficiência energética, os espaços para separação e reciclagem de lixo e as áreas com melhor circulação de ar e iluminação natural.

O modelo de construção também utiliza materiais que minimizam os impactos ao meio ambiente. Neste sentido, a sustentabilidade está atrelada a todos os processos, desde o projeto do edifício, até a construção e o seu uso pelos ocupantes.

Alameda Santos, 455 - Conj. 305 - Cerqueira Cesar, São Paulo – SP

+55 11 3266-3066